Para Relembrar: Veja como foi assassinada a centenária figueira do Parque Celso Daniel

No Parque Celso Daniel, no final sobrou para a árvore a culpa pelo descaso da sua manutenção que culminou na queda de um grande galho e morte de uma frequentadora em 2011. Árvore tombada pelo Condephaat e patrimônio cultural da cidade, a figueira era um ponto turístico no parque, com 20 metros de altura, copa de 40 metros de diâmetro e raízes com extensão de sete metros.

Ainda em 2011 o Departamento de Parques e Áreas Verdes realizou a poda drástica do exemplar, que obviamente culminou na sua sentença de morte “em pé” como podemos observar nas fotos abaixo. Situação infelizmente típica no Brasil para a arborização urbana: se ocorre a queda de uma árvore ou um galho, a culpa é sempre do vegetal, e nunca das podas equivocadas, falta de manutenção, negligências, fiação elétrica aérea, cimentação do colo, etc, etc…

Figueira do Parque Celso Daniel
É possível verificar pelas fotos, que não há ocos nos galhos cortados pela podas.
figueira parque celso daniel
O raro exemplar está completamente morto e em franco apodrecimento. Note as raízes tabulares típicas das figueiras nativas centenárias.

Abaixo, fotos da figueira centenária antes da poda que a matou:

Parque Celso Daniel figueira
Monumento ao descaso histórico com o verde no Brasil

Abaixo, fotos da figueira centenária antes da poda que a matou:

Parque Celso Daniel figueira

Parque Celso Daniel figueira

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • chat
    Adicionar um comentário